ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Mercados europeus sobem impulsionados por montadoras e setor de papel

06/03/2018 14h28

Por Kit Rees

(Reuters) - Os mercados acionários europeus fecharam em alta nesta terça-feira, recuperando-se de mínimas de seis meses, quando o foco mudou da política para negociações e resultados corporativos, com ações de papel e embalagens subindo depois que a Smurfit Kappa rejeitou uma proposta.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,1 por cento, a 1.453 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,13 por cento, a 371 pontos.

O índice italiano recuperou todas as perdas da sessão anterior, conforme diminuíam as preocupações com a incerteza política após um resultado inconclusivo na eleição.

O setor automobilístico europeu teve o melhor desempenho no dia, com alta de 1,24 por cento, colocando o setor de volta em território positivo no ano, juntamente com as ações de tecnologia.

As montadoras foram impactadas pelas preocupações sobre uma guerra comercial depois do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, propor tarifas sobre o aço e alumínio. As preocupações se dissiparam ligeiramente depois que Trump enfrentou pressão crescente de aliados políticos e de empresas norte-americanas.

A fabricante de papel e embalagens Smurfit Kappa saltou mais de 18 por cento depois de rejeitar uma oferta da International Paper.

A Telecom Italia avançou 5,95 por cento depois que a Elliott Advisors confirmou que estava elevando sua participação, em um movimento para desafiar a maneira como o principal acionista, a francesa Vivendi, está gerenciando a empresa.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,10 por cento, a 1.453 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,43 por cento, a 7.146 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,19 por cento, a 12.113 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,06 por cento, a 5.170 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,75 por cento, a 22.202 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,04 por cento, a 9.586 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,21 por cento, a 5.354 pontos.

(Por Kit Rees)

Mais Economia