Bolsas

Câmbio

Produção de carne bovina e suína do Brasil deve aumentar em 2018, diz adido do USDA

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de carne bovina do Brasil deve aumentar em 2018 para 9,9 milhões de toneladas métricas, ante aproximadamente 9,5 milhões no ano passado, com sólidas exportações e firme demanda doméstica, disse em relatório nesta terça-feira o adido do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês).

Ele afirmou ainda que a produção de carne suína do Brasil aumentará para 3,8 milhões de toneladas métricas, versus 3,7 milhões em 2017.

A demanda doméstica será puxada por um esperado crescimento no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, além de menores índices de inflação e desemprego, gerando uma maior confiança de consumidores, segundo o relatório.

O crescimento da carne bovina também deverá ser impulsionado pelas fortes exportações, principalmente para a China.

Segundo o adido, os embarques do Brasil, maior exportador global de carne bovina, devem ter um novo recorde de cerca de 2 milhões de toneladas métricas em 2018, ante 1,8 milhões em 2017, enquanto as exportações de carne suína enfrentam restrições sanitárias em alguns dos grandes mercados, como a Rússia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos