Bolsas

Câmbio

Wall St fecha em alta mesmo com predomínio de preocupações sobre guerra comercial

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos registraram uma leve alta nesta terça-feira após uma sessão volátil, com investidores preocupados sobre as perspectivas de uma guerra comercial devido a sinais controversos de Washington sobre se o presidente dos EUA, Donald Trump, daria sequência às tarifas propostas.

O Dow Jones Industrial subiu 0,04 por cento, a 24.884 pontos, o S&P 500 ganhou 0,26 por cento, a 2.728 pontos, e o Nasdaq Composite avançou 0,56 por cento, a 7.372 pontos.

Trump reiterou seu plano de impor pesadas tarifas de importação sobre o aço e alumínio dizendo que "guerras comerciais não eram tão ruins", ainda que parlamentares como o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, tenham feito pedidos para retirada da proposta.

Mais cedo no dia, estrategistas disseram que alguns investidores estavam começando a apostar que Trump não daria sequência à proposta, vista por eles como uma tática de negociação comercial. Mas os ganhos foram limitados pela incerteza ao longo do dia.

"O mercado não quer ouvir a incerteza, o mercado quer ouvir de um jeito ou outro", disse Chris Zaccarelli, diretor de investimentos da Independent Advisor Alliance.

"Se nossos piores medos forem confirmados... o mercado deve ter perdas ainda piores do que as que vimos na semana passada. Do mesmo modo, se parecer que não vamos ter uma guerra comercial, o mercado deve subir."

Jonathan Mackay, estrategista de investimento da Schroders Investment Management, disse que "não há vencedores em uma guerra comercial".

"O mercado está basicamente atrás de pistas sobre o que será a política (tarifária). Baseado na ação que vimos hoje, está esperando que não se torne uma guerra comercial", disse ele.

Investidores também estavam observando notícias de que a Coreia do Norte estava aberta à possibilidade de conversas com os Estados Unidos sobre desnuclearização.

(Por Sinéad Carew; reportagem adicional de Ankur Banerjee e Sruthi Shankar)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos