Bolsas

Câmbio

Parlamento palestino irá se reunir em rara sessão no próximo mês, diz autoridade da OLP

RAMALLAH, Cisjordânia (Reuters) - O Parlamento palestino irá se reunir no próximo mês em rara sessão para discutir a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, uma mudança nas políticas norte-americanas que enfureceu os palestinos, disse uma autoridade nesta quarta-feira.

O órgão de 700 membros se reuniu pela última vez em 2009, no que foi chamado de sessão de emergência, para substituir seis dos 18 membros do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), o maior partido do Parlamento.

"O Conselho Nacional Palestino irá se reunir no dia 30 de abril para discutir desafios à causa palestina, especialmente após a decisão dos EUA contra Jerusalém", disse a autoridade da OLP Wasel Abu Youssef à Reuters, usando o nome formal do Parlamento.

Ele disse que a decisão de realizar o que chamou de uma "sessão regular" do Parlamento em Ramallah, na Cisjordânia ocupada por Israel, foi tomada em reunião do Comitê Executivo da OLP comandada pelo presidente Mahmoud Abbas.

(Reportagem de Ali Sawaft)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos