Bolsas

Câmbio

Trump diz ter pedido à China que apresente plano para reduzir desequilíbrio comercial com os EUA

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que a China foi convidada a desenvolver um plano para reduzir o seu superávit comercial com os Estados Unidos, sem fornecer detalhes sobre como esse pedido foi transmitido.

Trump está pressionando para implementar promessas de campanha de endurecimento da posição dos EUA no comércio. Na semana passada, ele anunciou que planejava impor tarifas pesadas sobre importações de aço e alumínio.

Embora o movimento tenha sido recebido com preocupação no país e no exterior de que poderia desencadear uma guerra comercial global, alguns críticos também disseram que a proposta não se concentrou o bastante na China.

"A China foi convidada a desenvolver um plano para o ano de uma redução de um milhão de dólares em seu enorme déficit comercial com os EUA", escreveu Trump em no Twitter, referindo-se equivocadamente a um déficit quando Pequim registra superávit.

"Estamos ansiosos para ver quais ideias eles apresentarão", escreveu.

Não ficou claro quem pediu o plano a Pequim, e a Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido de informações.

A China registrou um superávit comercial de bens recorde com os Estados Unidos no ano passado de 375,2 bilhões de dólares.

(Por Makini Brice)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos