Bolsas

Câmbio

China planeja criar ministério de energia, dizem fontes

Por Josephine Mason e Benjamin Kang Lim

PEQUIM (Reuters) - A China planeja criar um ministério da energia para supervisionar os vastos setores de petróleo, gás natural, carvão e eletricidade do país, como parte de um movimento de governo para tornar a formulação de políticas mais eficiente, disseram nesta quinta-feira quatro fontes com vínculos com a liderança do país.

O novo ministério substituiria o regulador existente, a Administração Nacional de Energia (NEA, na sigla em inglês), que foi criada há uma década e faz parte do poderoso órgão planejador estatal, a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC).

O novo ministério não ficaria sob alçada da NDRC e trataria de tarefas relacionadas à energia atualmente espalhadas por muitas agências governamentais, disseram as fontes.

    A mudança planejada é parte de uma reorganização mais ampla dos departamentos governamentais, que será apresentada ao parlamento da China na terça-feira. Não está claro se os detalhes dessas mudanças serão imediatamente divulgados.

A China também deverá reformular as configuração de sua regulamentação financeira, possivelmente combinando diferentes agências para melhorar a capacidade de controlar o risco financeiro, disseram quatro fontes adicionais familiarizadas com o assunto.

A NEA recusou-se a comentar, enquanto a NDRC não respondeu a pedidos de comentários.

(Reportagem adicional de Kevin Yao e Meng Meng, em Pequim)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos