ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Governo diz que tomará medidas em órgãos multilaterais após EUA imporem tarifas sobre aço e alumínio

08/03/2018 19h48

SÃO PAULO, 8 Mar (Reuters) - O governo brasileiro disse nesta quinta-feira (8) ver "com grande preocupação" a decisão do governo dos Estados Unidos de impor tarifas sobre as importações de aço e alumínio e disse que "recorrerá a todas as ações necessárias" nos âmbitos bilateral e multilateral para preservar seus interesses.

Em nota conjunta, os ministérios das Relações Exteriores e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços afirmaram ainda que a imposição das tarifas --de 25% para importações de aço e de 10% para importações de alumínio-- são incompatíveis com as obrigações dos EUA junto à OMC (Organização Mundial do Comércio).

Leia também:

Vários parceiros comerciais importantes dos Estados Unidos também disseram que responderão às tarifas com ação direta.

"Se Donald Trump colocar as medidas em vigor nesta noite, temos todo o arsenal à nossa disposição para responder", afirmou o comissário europeu de Assuntos Financeiros, Pierre Moscovici.

As contramedidas incluirão tarifas europeias sobre laranjas, tabaco e bourbon dos EUA, disse ele. As motos Harley Davidson também foram mencionadas.

No momento em que Trump ameaçava com as tarifas, 11 países reuniram-se no Chile para assinar um pacto comercial Ásia-Pacífico, que Trump se retirou no primeiro dia no cargo.

Desde a campanha eleitoral, Trump tem promovido um nacionalismo econômico, prometendo trazer postos de trabalho aos Estados Unidos e salvar o país de acordos comerciais que ele considera injusto.

Como é difícil encontrar um produto "Made In Brazil" no comércio local

UOL Notícias

Mais Economia