ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Dólar cai sobre o real com certo alívio sobre alta de juros nos EUA

09/03/2018 17h07

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda frente ao real nesta sexta-feira, interrompendo dois pregões de alta, com os investidores respirando um pouco mais aliviados após novos dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos aliviarem temores de que os juros poderiam subir com mais força na maior economia do mundo.

O dólar recuou 0,40 por cento, a 3,2514 reais na venda, após bater 3,2692 reais na máxima do dia. Na semana, moeda norte-americana acumulou leve alta de 0,02 por cento.

O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,50 por cento no final da tarde.

"Aparentemente, os investidores estrangeiros não vão sair daqui (mercados brasileiros)", afirmou o gerente de câmbio da corretora Fair, Mário Battistel.

Nesta manhã, foi divulgado que a criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos saltou em fevereiro, maior aumento em mais de um ano e meio, mas a desaceleração nos ganhos salariais apontou para aumento gradual da inflação este ano.

Isso ajudou a trazer certo alívio nas visões de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, vai elevar os juros mais rápido do que o previsto. Juros maiores nos Estados Unidos tendem a atrair recursos aplicados em outras praças financeiras, como o Brasil.

O Fed indica, até agora, que deve elevar as taxas de juros três vezes neste ano, com amplas apostas dos agentes econômicos de que o primeiro movimento ocorrerá neste mês. Dados econômicos recentes dos Estados Unidos vieram mais fortes que o esperado, alimentando temores de que os juros poderiam subir mais rápido e não mais em ritmo "gradual" indicado pela autoridade monetária.

No exterior, o dólar tinha leves variações sobre uma cesta de moedas e recuava frente a moeda de países emergentes, como o peso chileno.

O Banco Central brasileiro não anunciou intervenção para o mercado cambial nesta sessão, por enquanto. Em abril, vencem 9,029 bilhões de dólares em swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda de dólares no mercado futuro.

(Por Patrícia Duarte)

Mais Economia