ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Ações italianas e bancos pesam em índices acionários europeus; Adidas brilha

14/03/2018 15h07

(Reuters) - Os mercados acionários europeus recuaram nesta quarta-feira com os sólidos resultados da Adidas e os ganhos das ações de mineração sendo ofuscados pela fraqueza dos bancos e o recuo das ações italianas em meio a nova agitação na política.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,14 por cento, a 1.466 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,15 por cento, a 375 pontos.

O índice italiano FTSE MIB caiu 1,1 por cento, virando para o negativo depois que o líder da direita e possível primeiro-ministro, Matteo Salvini, reiterou a opinião de seu partido de que o euro era uma moeda defeituosa. Ele também disse que estava aberto a formar qualquer tipo de coalizão de governo, desde que não incluísse o Partido Democrata.

Suas observações, que trouxeram de volta o foco para o resultado inconclusivo das eleições italianas, atingiram os títulos do governo italiano e fizeram as ações dos bancos, que são uma indicação do risco político dadas às suas grandes participações em títulos soberandos, caíram 1,4 por cento. O índice setorial bancário da Europa caiu 1 por cento.

A empresa alemã de moda esportiva Adidas saltou 11,2 por cento depois de anunciar recompra de ações de até 3 bilhões de euros e elevar seu objetivo de rentabilidade para 2020.

Os analistas da Berenberg disseram que o forte crescimento das vendas surpreendeu o mercado depois de "muito falatório" sobre a ação recentemente.

As ações de tecnologia pesaram no STOXX depois que fontes disseram que o presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou impor tarifas em até 60 bilhões de dólares sobre as importações da China, visando particularmente tecnologia e telecomunicações.

As ações de recursos básicos avançaram 0,93 por cento depois de dados mostrarem que a produção industrial chinesa cresceu a um ritmo muito mais rápido do que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,09 por cento, a 7.132 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,14 por cento, a 1.237 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,18 por cento, a 5.233 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,05 por cento, a 22.452 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,03 por cento, a 9.688 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,10 por cento, a 5.420 pontos.

(Por Helen Reid)

Mais Economia