Bolsas

Câmbio

Wall Street cai em meio a medo de guerra comercial com a China

Por April Joyner

NOVA YORK (Reuters) - O mercado de ações dos Estados Unidos caiu nesta quarta-feira depois que o presidente Donald Trump disse que busca impor tarifas sobre importações da China, intensificando o medo de uma guerra comercial que poderia aumentar os custos e prejudicar as vendas internacionais de empresas dos EUA.

A administração Trump está pressionando a China para cortar seu superávit comercial com os EUA em 100 bilhões de dólares, disse a Casa Branca nesta quarta-feira.

Trump quer taxar até 60 bilhões de dólares de importações chinesas, mirando os setores de tecnologia, telecomunicação e vestuário, disseram fontes à Reuters na terça-feira.

Com o fim da temporada de balanços, os desdobramentos recentes em Washington são ainda mais proeminentes para os investidores, disse Brad McMillan, chefe de investimentos da Commonwealth Financial Network, em Waltham, Massachusetts.

"Certamente, de um ponto de vista econômico, o efeito potencial das tarifas continua a chacoalhar os mercados", afirmou.

Trump já impôs tarifas sobre as importações de aço e alumínio assim como sobre painéis solares e máquinas de lavar, incitando ameaças de retaliação de alguns parceiros comerciais.

O índice Dow Jones caiu 1 por cento, a 24.758 pontos, o S&P 500 teve queda de 0,57 por cento, a 2.749 pontos e o Nasdaq fechou em baixa de 0,19 por cento, a 7.496 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos