Bolsas

Câmbio

Ibovespa fecha em leve alta e quebra série de quedas com siderúrgicas em destaque

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 fechou em alta nesta terça-feira, encerrando uma série de cinco quedas, tendo como pano de fundo um quadro relativamente positivo no exterior e com as ações de siderurgia e mineração entre os destaques de alta.

O Ibovespa subiu 0,3 por cento, a 84.163 pontos. Nos cinco pregões até a véspera, o índice acumulou queda de 3,4 por cento. O volume financeiro do pregão somou 8 bilhões de reais.

Os ganhos no pregão local foram endossados pelo viés positivo Wall Street, com a alta do petróleo ajudando ações de energia, embora nova queda das ações do Facebook tenha limitado os avanços. O S&P 500 subiu 0,15 por cento.

O diretor da More Invest Leonardo Monoli disse que os ativos de risco sofreram na véspera com aversão a risco, com o humor global afetado por expectativa em torno da sinalização do banco central norte-americano após decisão de juros na quarta-feira e apreensão de guerra comercial mais ampla.

Nesta terça-feira, segundo ele, houve alguma estabilização nas bolsas no exterior e o mercado no Brasil, diante da ausência de notícias locais relevantes, "ficou refém dos movimentos globais".

DESTAQUES

- GERDAU PN fechou em alta de 4,72 por cento, seguida por USIMINAS PNA com elevação de 3,3 por cento e CSN com alta de 1,94 por cento, em meio à repercussão favorável de dados de vendas de aço por companhias brasileiras, que corroboraram expectativas benignas para o setor.

- VALE ON subiu 1,22 por cento, apesar da queda nos preços do minério de ferro na China à vista, também beneficiada pelo noticiário sobre o setor siderúrgico.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON avançaram 1,1 e 1,33 por cento, respectivamente, endossando a melhora, em meio ao avanço dos preços do petróleo no exterior. A petrolífera anunciou a hibernação de fábricas deficitárias de fertilizantes em Sergipe e Bahia.

- QUALICORP ON subiu 4,82 por cento, engatando o segundo pregão consecutivo de alta, após recuar quase 18 por cento na semana passada, tendo uma queda de mais de 11 por cento apenas na sexta-feira, após balanço trimestral.

- ECORODOVIAS ON caiu 3,01 por cento, em destaque na ponta negativa. Na véspera, conselho de administração da companhia de concessões de rodovias aprovou orçamento de capital de 1,24 bilhão de reais em 2018 e pagamento de dividendos aos acionistas de 372,86 milhões de reais a ser feito até o final deste ano.

- BRF ON perdeu 2 por cento, sem conseguir sustentar os ganhos da primeira etapa da sessão, conforme as ações seguem pressionadas por uma série de eventos negativos, desde resultados fracos e problemas de execução internas a envolvimento em investigações sobre irregularidades sanitárias.

- ETERNIT ON, que não faz parte do Ibovespa, encerrou em baixa de 7 por cento, após a empresa produtora de material para construção entrar com pedido recuperação judicial em São Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos