ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa avança após decisão do Fed e puxado por Petrobras e Vale

21/03/2018 17h51

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 fechou em alta de quase 1 por cento nesta quarta-feira, após o banco central norte-americano manter a expectativa de gradualismo na elevação dos juros, com as ações de Petrobras e Vale entre os destaques positivos.

O Ibovespa subiu 0,97 por cento, a 84.976 pontos. O volume financeiro do pregão somou 11 bilhões de reais.

O Federal Reserve elevou a taxa de juros e projetou ao menos mais duas altas em 2018, sinalizando crescente confiança de que cortes de impostos e gastos do governo impulsionarão a economia e a inflação e levar a um aperto maior no futuro.

Também nesta quarta-feira o Banco Central brasileiro divulga decisão de juros. Pesquisa da Reuters mostrou que a inflação fraca provavelmente levará o Comitê de Política Monetária (Copom) a cortar a Selic novamente e pode até sinalizar outra redução à frente.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiram 4,21 e 3,8 por cento, respectivamente, na esteira da forte alta dos preços do petróleo no exterior. Na véspera, a companhia informou que sua produção média de petróleo no Brasil em fevereiro caiu 1 por cento ante o mês anterior.

- VALE ON avançou 2,16 por cento, tendo como pano de fundo alta do preço do minério de ferro à vista na China. A Reuters publicou nesta tarde, citando fontes, que fundos de pensão brasileiros liderados pela Previ planejam vender de 10 a 12,5 por cento de suas participações na mineradora por meio de uma oferta pública de ações.

- CSN ON fechou com elevação de 5,46 por cento, na máxima da sessão, após notícia de que os EUA devem começar em breve a negociar com Brasil isenção das tarifas de importação de aço e alumínio e comentário do presidente Michel Temer de que as novas tarifas não se aplicarão enquanto os países estiverem negociando. USIMINAS PNA avançou 2,47 por cento e GERDAU PN ganhou 1,52 por cento.

- EMBRAER valorizou-se 5,19 por cento, após reportagem do jornal Valor Econômico de que a Boeing e a fabricante brasileira de aviões trabalham para apresentar nesta semana ou na próxima a modelagem da aquisição dos negócios de aviação comercial da Embraer pela norte-americana.

- ESTÁCIO subiu 3,7 por cento. Na véspera, a companhia informou que o conselho de administração do grupo de ensino superior privado elegeu o economista Gustavo Zeno como diretor financeiro e de relações com investidores, no lugar de Leonardo de Andrade.

- ELETROBRAS ON e ELETROBRAS PNB caíram 3,16 e 2 por cento, respectivamente, diante de novos reveses no processo para a privatização da companhia. Após uma sessão tumultuada da comissão especial da Câmara que analisa o projeto de lei de desestatização da empresa na véspera, uma nova reunião para continuar os trabalhos prevista para esta quarta-feira foi cancelada.

- WIZ ON, for do Ibovespa, disparou 21,5 por cento, após a empresa de serviços financeiros e de seguros revelar que abriu negociação com Caixa Seguridade, Caixa Seguros e CNP Assurances para ser a corretora para novas joint ventures para distribuição de seguros pela rede de agências da Caixa Ecoômica Federal.

(Por Paula Arend Laier)

Mais Economia