Bolsas

Câmbio

Negociação avançou e acordo de cessão onerosa pode sair em até 40 dias, diz ministro

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As negociações para a revisão do contrato da cessão onerosa, assinado em 2010, entre Petrobras e governo, avançaram e um acordo pode sair em até 40 dias, com a petroleira provavelmente recebendo "algo", afirmou nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

O contrato da cessão de direitos, conhecido no setor como cessão onerosa, garantiu à Petrobras a produção, em uma determinada área, de até 5 bilhões de barris de óleo equivalente (boe). No entanto, dados do governo indicam que há volumes muito maiores na região, cujos direitos de exploração poderão ser leiloados.

Segundo Coelho Filho, que participou de evento no Rio de Janeiro, "ainda é possível fazer o leilão da cessão onerosa neste ano".

Pelas estimativas do ministério, o governo pode receber até 100 bilhões de reais com o leilão do excedente da cessão onerosa.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos