Bolsas

Câmbio

Cyrela espera elevar receita em 2018 com mais vendas e lançamentos, diz copresidente

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A Cyrela vê potencial para elevar receita este ano, com mais vendas e lançamentos de imóveis ante 2017, conforme o mercado se recupera da mais severa recessão em décadas, disseram nesta sexta-feira executivos da construtora e incorporadora.

"Nós esperamos lançar mais que no ano passado, mas as perspectivas políticas e legais precisam permitir isso. Está no nosso planejamento um volume maior", disse o copresidente da companhia, Efraim Horn, em teleconferência com analistas sobre os resultados do quarto trimestre.

Na véspera, a Cyrela anunciou lucro líquido de 49 milhões de reais entre outubro e dezembro, alta de 58 por cento ante igual período do ano anterior, refletindo a boa geração de caixa e redução em despesas. No ano, contudo, a empresa ainda amargou prejuízo de 95 milhões de reais, ante lucro de 151 milhões de reais em 2016.

Às 12:35, as ações da Cyrela recuavam 0,2 por cento, cotadas a 15,11 reais, devolvendo os ganhos registrados mais cedo, quando figurou entre as principais altas do Ibovespa.

A expectativa da construtora e incorporadora para 2018 é de melhora em uma série de indicadores, conforme os juros mais baixos e a postura menos restritiva dos bancos na concessão de crédito estimulam as vendas. "Já começamos a sentir isso na operação...mas a retomada seria mais rápida se houvesse solução para o distrato", comentou Horn.

Questionado sobre a perspectiva para geração de caixa, que foi o destaque positivo do balanço do ano passado, o diretor de relações com investidores, Paulo Eduardo Gonçalves, citou um cenário favorável em função do custo ainda baixo das obras e da disponibilidade de 2,6 bilhões de reais de estoque pronto para venda.

Horn também ressaltou que os preços dos imóveis estão estáveis há algum tempo e, em alguns bairros específicos, já começam a subir, o que também pode beneficiar a geração de caixa.

Segundo Gonçalves, não há previsão de aumento significativo dos desembolsos com terrenos em 2018 porque a Cyrela já conta com um estoque "razoável" para os próximos lançamentos. Em 2017, a companhia investiu 189 milhões de reais na compra de novas áreas.

Os executivos acrescentaram que a Cury, divisão de negócios voltada para imóveis econômico, deve acelerar os lançamentos e as vendas em 2018, possivelmente colhendo resultados mais positivos que os do ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos