ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

RD abre 3 lojas no Maranhão e amplia presença para toda região Nordeste

27/03/2018 08h18

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - A RD concluiu nesta terça-feira expansão de sua rede de farmácias para toda a região Nordeste após a inauguração de duas lojas em São Luís, no Maranhão, e com a abertura de mais uma agendada para quinta-feira.

Com as inaugurações, a rede passará a ter mais de 150 lojas no Nordeste, onde opera com a marca Drogasil, além de dois centros de distribuição.

"A operação no Nordeste começou em 2012... já temos mais de 150 lojas e ainda vamos abrir mais", disse à Reuters o vice-presidente de planejamento e relações com investidores, Eugênio De Zagottis.

Das 21 lojas abertas nos dois primeiros meses do ano, cinco foram na região Nordeste.

A rede possui ainda dois centros de distribuição no Nordeste, um na Bahia e outro em Pernambuco, e, segundo o executivo, há planos para abertura de mais um centro de distribuição na região.

"A gente completa um ciclo de Estados no Nordeste, mas ainda vemos muito potencial de crescimento nesses Estados", disse o executivo.

Após atingir presença em todos os Estados da região Nordeste, a rede prevê concluir plano atual de expansão territorial com a abertura nos próximos meses de uma loja no Pará, o que pode acontecer ainda no primeiro semestre, segundo Zagottis.

"O Pará vai ser provavelmente o último Estado em algum tempo", disse o executivo, acrescentando que outros Estados da região Norte não estão nos atuais planos de expansão da rede na região, devido, entre outros motivos ao custo logístico mais elevado.

Para atender a abertura das três novas lojas no Maranhão, a RD contratou 36 funcionários. O montante investido para as inaugurações não foi divulgado, mas Zagottis disse que, de maneira geral, o custo de abertura e capital de giro de cada loja é superior a 2 milhões de reais.

A empresa mantém a meta de abrir 240 lojas este ano e o mesmo número em 2019, sendo que a maior parte deve ser em São Paulo e no Nordeste. No ano passado, foram abertas 210 lojas, 10 a mais que o projetado pela empresa.

Apesar da meta agressiva de abertura de lojas, Zagottis destacou que a rede tem conseguido manter a venda por loja em patamares constantes.

"Isso mostra a qualidade da expansão. A gente não abre loja só por abrir", disse o executivo.

Mais Economia