Bolsas

Câmbio

Conversa de Joaquim Barbosa com PSB avança, diz presidente do partido; crescem chances de candidatura presidencial

Por Maria Carolina Marcello e Anthony Boadle

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse à Reuters nesta quinta-feira que as conversas com o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa estão avançadas e que a maioria do partido é favorável à sua filiação, posicionando o magistrado ainda mais próximo de uma candidatura à Presidência da República.

Segundo Siqueira, há uma "probabilidade" de Barbosa concretizar sua filiação no dia 7 de abril, prazo limite para aqueles que desejam concorrer estarem formalmente vinculados a algum partido.

"As conversas estão avançando bastante, hoje tivemos uma conversa longa com ele e há uma probabilidade de ele se filiar na data limite de filiação que é o 7 de abril', disse o presidente do PSB à Reuters.

"Ele se filie. Filiado, ele pode ser candidato. Aí teremos tempo para que ele próprio reflita mais, discuta mais com o partido e decida se será ou não candidato", afirmou.

Para Siqueira, tanto Barbosa quanto a parcela majoritária da sigla concordam com a ideia que uma vez filiado, sua candidatura poderá ser debatida até a convenção do partido, prevista para julho.

O presidente da legenda avalia ainda que há uma "indisposição" do eleitorado brasileiro com a política tradicional, algo que, na opinião do socialista, ainda não foi percebido pelos políticos tradicionais.

"Acho que a classe política não está entendendo essa necessidade e lamentavelmente não está procurando se autorreformar. Só quem pode fazer isso são os eleitores e poderão ter uma oportunidade de fazer isso havendo uma candidatura alternativa que se proponha a fazer política com novos métodos e uma nova forma de fazer política", explicou.

"Eu creio que é um momento em que a candidatura dele se encaixa, se houver, se encaixa bem nessa possibilidade", avaliou Siqueira.

"Acho que se ele ingressa no partido, e se for candidato, é uma candidatura com grande potencial de ir ao segundo turno e disputar para valer a Presidência", afirmou, acrescentando que vê o nome de Barbosa com "grande potencial de ser vitorioso".

Pesquisa Datafolha divulgada no final de janeiro mostrava Barbosa chegando a 5 por cento das intenções de voto, acima de outros nomes que estão constantemente no noticiário, como o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Uma fonte próxima de Barbosa disse à Reuters que as conversas desta quinta-feira "avançaram bem" , mas nenhuma decisão final foi tomada ainda

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos