Bolsas

Câmbio

Bolsas na China encerram o trimestre com pior desempenho em 2 anos em meio a tensão com EUA

XANGAI (Reuters) - Os principais índices de ações da China encerraram em leve alta nesta sexta-feira, mas registraram a pior perda trimestral em dois anos, conforme gestores de fundos do país reduziram a exposição ao mercado acionário em meio às tensões comerciais entre China e Estados Unidos.

O indicador de Xangai encerrou com ganho de 0,3 por cento, enquanto o que reúne os papéis de blue-chips CSI300 terminou com valorização de 0,1 por cento.

Na semana, a bolsa de Xangai acumulou alta de 0,5 por cento, e o CSI300 perdeu 0,2 por cento. No trimestre, os dois caíram 4,2 por cento e 3,3 por cento, respectivamente, tendo o pior desempenho trimestral desde março de 2016.

Temendo que a disputa comercial entre China e EUA possa trazer incertezas à segunda maior economia do mundo e seus mercados de capitais, gestores de fundos chineses reduziram a exposição no trimestre para o menor nível em 18 meses.

Na quinta-feira, a China alertou os Estados Unidos a não abrirem a Caixa de Pandora e desencadearem uma onda de práticas protecionistas em todo o mundo.

"Participantes do mercado começam a se preocupar com o crescimento econômico da China e as condições de liquidez para todo o ano em função das tensões com os Estados Unidos, das regulações financeiras e dos esforços de desalavancagem de Pequim", disse um gestor de fundo da região.

Na Coreia do Sul, o índice de Seul fechou em alta de 0,39 por cento nesta sexta-feira, com a retomada do apetite por risco após os ganhos em Wall Street.

No Japão, o Nikkei subiu 1,4 por cento, no maior nível de fechamento em mais de uma semana, apoiado pelo avanço de ações de peso dentro do indicador, incluindo empresas de tecnologia, como a Tokyo Electron. com alta de 4,2 por cento.

As bolsas de Cingapura, Hong Kong e Sydney não operaram nesta sexta-feira em razão do feriado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos