Bolsas

Câmbio

Em Pequim, senadora diz que EUA estão acordando para abusos chineses

PEQUIM (Reuters) - A política dos Estados Unidos em relação à China foi mal direcionada por décadas e os parlamentares agora estão reequilibrando os laços, disse a senadora Elizabeth Warren a repórteres durante uma visita a Pequim, em meio a crescentes tensões comerciais entre as duas maiores economias do mundo.

A democrata de Massachusetts e adversária de Trump, apontada como potencial candidata à presidência em 2020 apesar de rejeitar tal especulação, disse que a política comercial dos EUA precisa ser repensada e que ela não tem medo de tarifação.

Depois de presumir erroneamente por anos que o engajamento econômico levaria a uma China mais aberta, o governo dos EUA está acordando para as demandas chinesas para que as empresas americanas desistam de seu know-how em troca do acesso a seu mercado, disse Warren.

"Toda a política foi mal direcionada. Dissemos a nós mesmos uma história feliz que nunca se ajusta aos fatos", disse Warren a repórteres no sábado, durante uma visita de três dias à China, que começou na sexta-feira.

"Agora, os parlamentares dos EUA começam a procurar de forma mais agressiva pressionar a China a abrir os mercados sem exigir um preço refém do acesso à tecnologia dos EUA", disse ela.

(Por Michael Martina)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos