ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Crescimento da indústria da China tem mínima de 4 meses em março, mostra PMI do Caixin

02/04/2018 07h30

PEQUIM (Reuters) - A atividade industrial da China expandiu no ritmo mais fraco em quatro meses em março diante da fraqueza da demanda por exportação, levando as empresas a reduzir o número de funcionários mais rapidamente em busca de reduzir os custos, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O PMI de indústria do Caixin/Markit caiu a 51,0 em março de 51,6 em fevereiro, contra expectativa de economistas de 51,7. Embora o índice tenha permanecido acima da marca de 50 que separa crescimento de contração, foi a leitura mais fraca desde novembro e sinalizou apenas melhora marginal nas condições operacionais no final do primeiro trimestre.

O resultado contrasta com dados oficiais divulgados no sábado, que mostrou aceleração acima do esperado no crescimento da indústria em março em resposta à demanda doméstica mais forte tanto interna quanto externa. Os dois relatórios muitas vezes são divergentes, possivelmente devido a diferenças entre o número e tipo de empresas pesquisadas.

A pesquisa citou demanda externa fraca, e não mencionou se houve qualquer impacto ainda da escalada das tensões comerciais entre China e EUA.

As indústrias da China também continuaram a reduzir o número de funcionários em março para reduzir custos, com a taxa de redução de emprego ainda modesta mas a mais forte desde agosto.

"No geral, o PMI da indústria em março mostrou que a demanda não foi tão forte quando esperado, levando a uma propensão menor da indústria para produzir e reabastecer estoques", disse Zhengsheng Zhong, diretor de análise macroeconômica do CEBM Group, em nota que acompanha a divulgação.

(Reportagem de Stella Qiu e Ryan Woo)

Mais Economia