Bolsas

Câmbio

Rússia busca organização conjunta para cooperação com Opep, diz ministro

Por Denis Pinchuk

ANCARA (Reuters) - O ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, disse nesta terça-feira que uma organização conjunta para cooperação entre integrantes e não integrantes da Opep pode ser estabelecida quando o atual acordo sobre cortes de produção expirar no fim do ano.

O príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman disse à Reuters no mês passado que a Arábia Saudita e a Rússia estão trabalhando em um pacto histórico de longo prazo, possivelmente de 10 a 20 anos, que poderia estender o controle sobre a oferta mundial de petróleo pelos principais exportadores.

Novak disse nesta terça-feira que ele e seu colega saudita, Khalid al-Falih, discutiram uma cooperação de longo prazo e que o atual "mecanismo de interação" provou ser eficaz.

"Agora estamos pensando em um formato de cooperação que poderia ser de longo prazo, que incluiria a possibilidade de monitoramento do mercado, troca de informações e, se necessário, a implementação de algumas ações conjuntas", disse Novak a jornalistas.

Sob o acordo entre integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, Moscou prometeu reduzir a produção em 300 mil barris por dia (bpd), tendo por base os 11,247 milhões de bpd registrados em outubro de 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos