ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Índices da China recuam com investidores se preparando para as contramedidas às tarifas dos EUA

04/04/2018 07h44

XANGAI (Reuters) - Os mercados acionários da China recuaram nesta quarta-feira, com os investidores reduzindo sua exposição a ações antes de feriado e se preparando para as contramedidas de Pequim contra as tarifas norte-americanas sobre as exportações chinesas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,19 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,15 por cento.

Embora houvesse algum desconforto persistente entre os investidores, a maioria considera que as sanções dos EUA terão impacto insignificante sobre o crescimento, e espera que uma guerra comercial seja evitada através de negociações.

A maioria dos setores caiu, mas o setor de consumo, que é visto como imune a disputas comerciais, subiu mais de 3 por cento.

Na terça-feira, o governo Trump anunciou tarifas de 25 por cento sobre 50 bilhões de dólares em importações anuais da China, cobrindo cerca de 1.300 produtos de tecnologia industrial, transporte e produtos médicos.

O Ministério do Comércio da China imediatamente alertou que estava preparando contramedidas de igual intensidade, com uma entrevista coletiva nesta quarta-feira para discutir as relações com os norte-americanos. O país retaliou com uma lista de taxas similares sobre importações dos Estados Unidos como soja, aviões, carros, uísque e produtos químicos.

Mas não houve sinais do tipo de pânico visto há duas semanas quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu impor tarifas de até 60 bilhões de dólares sobre as importações chinesas, levantando temores de uma guerra comercial e provocando venda de ativos de risco.

Os mercados acionários da China permanecerão fechados na quinta e sexta-feiras por conta do feriado do Dia de Limpeza dos Túmulos, que comemora e reverencia os antepassados.

No restante da região, a preocupação com as relações entre China e EUA pesavam, e o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 1,32 por cento às 7:42 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,13 por cento, a 21.319 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,19 por cento, a 29.518 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,15 por cento, a 3.131 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,19 por cento, a 3.855 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,41 por cento, a 2.408 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,61 por cento, a 10.821 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 2,12 por cento, a 3.339 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,17 por cento, a 5.761 pontos.

Mais Economia