ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Mercados acionários europeus recuam após China responder a tarifas dos EUA

04/04/2018 14h11

MILÃO/LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus recuaram pelo segundo dia nesta quarta-feira, depois que a China divulgou novas tarifas contra produtos norte-americanos, aumentando as preocupações de uma escalada no embate comercial entre os dois países.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,45%, a 1.439 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,47%, a 367 pontos.

A China respondeu rapidamente nesta quarta-feira aos planos dos Estados Unidos de adotar tarifas sobre US$ 50 bilhões em bens chineses, retaliando com uma lista de taxas similares sobre importações dos Estados Unidos como soja, aviões, carros, uísque e produtos químicos.

"Os investidores podem esperar uma nova escalada, mas devemos voltar à visão de que este processo tem todas as características de uma negociação Trump, na qual vemos o presidente (dos EUA) recuar do pior cenário em troca de concessões importantes", disse o analista da ETX Capital, Neil Wilson.

Os setores de recursos básicos e de tecnologia apresentaram os piores desempenhos, recuando 2,4% e 1,7% respectivamente, enquanto ações cíclicas, como as dos setores financeiro e industriais também pesaram.

Apesar de preocupações com a guerra comercial terem afetado o sentimento, operadores disseram que algumas empresas europeias como a Airbus ou a Adidas poderiam ter uma vantagem competitiva contra os rivais norte-americanos nos mercados chineses como resultado das tarifas.

As ações da Airbus caíram 0,8%, superando as perdas pesadas em sua rival norte-americana Boeing, enquanto a Adidas subiu 1,3%, em linha com os ganhos da Nike.

A WPP caiu 2% depois que o grupo de publicidade britânico disse que estava conduzindo uma investigação sobre uma alegação de má conduta pessoal contra seu presidente-executivo, Martin Sorrell, que negou qualquer irregularidade.

A Swiss Re teve queda de 3,9% depois que a resseguradora informou que o japonês SoftBank estava em negociações para comprar uma participação que provavelmente não passaria de 10%.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,05%, a 7.034 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,37%, a 11.957 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,2%, a 5.141 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,3%, a 22.442 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,38%, a 9.513 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,19%, a 5.373 pontos.

(Por Danilo Masoni e Julien Ponthus)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia