ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Retaliação comercial da China eleva instabilidade de ações de exportadores dos EUA

04/04/2018 16h06

Por Sinéad Carew

(Reuters) - As ações dos exportadoras norte-americanas de produtos como aviões até tratores tinham volatilidade nesta quarta-feira após a China impor tarifas sobre importações dos Estados Unidos, incluindo soja, aviões, carros, carne e produtos químicos, em retaliação aos planos tarifários administração Trump.

A China reagiu contra os planos do presidente dos EUA, Donald Trump, de impor tarifas sobre 50 bilhões de dólares em produtos chineses com similares sobre produtos americanos, enquanto o principal assessor econômico de Trump, Larry Kudlow, disse que o governo está envolvido em uma "negociação" com a China, que é melhor do que uma guerra comercial.

Enquanto o mercado acionário mais amplo dos Estados Unidos se recuperou um pouco ao decorrer do dia, as ações industriais continuaram caindo significativamente no final da tarde.

As ações da Boeing caíam de 2 por cento, uma das maiores pressões sobre o S&P 500, embora não esteja claro o quanto as tarifas afetariam os produtos mais novos da empresa. Os EUA exportaram 15 bilhões de dólares em aeronaves para a China em 2016, quase o mesmo de produtos agrícolas como a soja, segundo dados do comércio americano.

"Entendemos a preocupação geral, mas nos parece que as propostas específicas da China são calibradas cuidadosamente para evitar um grande impacto na Boeing e, portanto, essa é mais uma mensagem para a administração americana de que barreiras adicionais ao comércio serão cumpridas com uma resposta crescente", disse o analista do JPMorgan, Seth Seifman.

(Por Sinéad Carew)

Mais Economia