Bolsas

Câmbio

Assessor de Trump diz que ações sobre comércio não se destinam a penalizar setores dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - As recentes ações comerciais do governo de Donald Trump em relação à China não pretendem penalizar nenhuma indústria ou os mercados, mas Pequim deve assumir a culpa por qualquer impacto na economia norte-americana, disse nesta quinta-feira o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

"Nossa intenção não é penalizar ninguém. Nossa intenção é abrir mercados e investimentos e reduzir barreiras --esse é o acordo", disse Kudlow a repórteres na Casa Branca. "Qualquer dano à nossa economia vem das práticas restritivas da China ... culpem a China, não culpem Trump".

(Por Susan Heavey e Makini Brice)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos