Bolsas

Câmbio

China busca na OMC resolução de disputas com EUA sobre tarifas para aço e alumínio

XANGAI (Reuters) - O Ministério do Comércio da China informou nesta quinta-feira que iniciou procedimento de resolução de disputas na Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre tarifas dos Estados Unidos sobre importações de aço e alumínio.

A medida segue a disputa entre os dois países sobre livre comércio, que passou de investigação norte-americana sobre práticas de propriedade intelectual da China para imposição de tarifas sobre importações

Em março, os EUA impuseram sobretaxas de 25 e 10 por cento sobre as importações de aço e alumínio, respectivamente, mas concederam isenções temporárias para o Brasil e a União Europeia.

O Ministério do Comércio chinês disse que as medidas dos EUA contra o aço e o alumínio não visam manter a segurança nacional, são protecionismo comercial.

O ministério disse em um comunicado publicado em seu site que a ação dos EUA foi uma "grave violação do princípio de não discriminação do sistema multilateral de comércio" e violou seus compromissos de redução de tarifas sob a OMC.

Após os EUA não conseguirem negociar uma compensação, a China teve que iniciar o processo de solução de controvérsias para defender seus direitos e interesses, disse o ministério.

O escritório do Representante de Comércio dos EUA disse anteriormente que as tarifas foram colocadas em prática por razões de segurança nacional e as objeções eram "infundadas".

As regras da OMC incluem uma isenção para medidas relacionadas à segurança nacional.

(Por Engen Tham e Michael Martina)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos