ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Produção e vendas de veículos no Brasil crescem no 1º tri; Anfavea vê aceleração

Gabriela Mello

05/04/2018 11h36

SÃO PAULO, 5 Abr (Reuters) - A produção e as vendas de veículos novos no Brasil aumentaram cerca de 15% no primeiro trimestre e a expectativa é de resultados ainda melhores nos próximos meses, informou nesta quinta-feira a entidade que reúne as montadoras instaladas no país, Anfavea.

"(O desempenho do setor) está em linha com nossas previsões, estamos no caminho da recuperação e os números de abril confirmam uma tendência de crescimento", afirmou o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale.

Leia também:

Ele ressaltou que a média diária de veículos comercializados este mês já supera 10 mil unidades, mas ainda continua bem abaixo da marca de 15 mil observada em 2013. "Se mantivermos vendas acima de 10 mil unidades diárias com certeza teremos números superiores em 10% ou 20% no fim do ano", alertou Megale.

Por ora, a Anfavea manteve as estimativas de produção (+13,2%), vendas (+11,7%) e exportação (+5%) para 2018, mas que considera ajustá-las dentro de alguns meses. "Teremos dados suficientemente robustos para fazer ajustes em dois a três meses", comentou o presidente.

No primeiro trimestre, as montadoras produziram 699,66 mil carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, um volume 14,6% maior na comparação anual, mostrou o levantamento. Já os licenciamentos de veículos novos subiram 15,6% na mesma base, para 545,54 mil.

Apenas em março, a produção cresceu 25,3% ante fevereiro e 13,5% ante igual mês de 2017, para 267,5 mil unidades, enquanto as vendas aumentaram 32,2% e 9,6%, respectivamente, para 207,4 mil unidades.

"São números bons, mas poderiam ter sido melhores e acreditamos que serão melhores nos próximos meses", disse Megale, destacando as vendas de quase 6 mil caminhões novos em março, o melhor resultado para esse mês desde 2015.

No caso das exportações, o presidente da Anfavea observou que o setor bateu recordes no trimestre e também no mês. Os embarques de autoveículos e máquinas agrícolas e rodoviárias somaram US$ 1,58 bilhão em março, alta de 6,5% sobre fevereiro e de 18,4% ante igual mês de 2017.

Nos três primeiros meses, as exportações avançaram 22,3% ano a ano, totalizando US$ 4,09 bilhões. "Nunca tivemos uma arrecadação tão boa em exportação e isso se deve ao maior valor agregado dos produtos exportados... Tivemos recorde no acumulado e tudo indica que vamos bater recorde na exportação do ano como um todo", afirmou Megale.

Ele ainda citou um viés particularmente positivo para o segmento de máquinas agrícolas com expectativa de colheita da segunda maior safra na história do país em cenário de preços de commodities elevados. "Essa previsão de um crescimento de 3,7% (das vendas internas) foi conservadora e devemos em um ou dois meses ajustar para cima essa previsão", explicou.

Questionado sobre o Rota 2030, o presidente da Anfavea disse que o setor precisa de previsibilidade e o setor espera que o programa "finalmente" saia do papel. "Não quero falar em data, pedimos uma reunião oficial com o presidente (Michel Temer) para a primeira quinzena e a indicação inicial é de que seja dia 12. Queremos uma política para organizar o setor no longo prazo", afirmou Megale.

(Edição de Raquel Stenzel e Flavia Bohone)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia