Bolsas

Câmbio

Sindicato de unidade da chilena Latam marca greve a partir de terça-feira

SANTIAGO (Reuters) - O Sindicato da Tripulação de Cabine da LAN Express, uma subsidiária do grupo chileno Latam Airlines, disse que trabalhadores vão entrar em greve na terça-feira após as negociações mediadas pelo governo não resultarem em novo contrato de trabalho.

O sindicato, que representa cerca de mil trabalhadores da companhia, disse em nota neste sábado que a greve vai afetar todos os voos locais e conexões internacionais no Chile da Latam, a maior companhia aérea da região.

A Latam disse que continuava negociando, mas que está preventivamente cancelando ou reagendando alguns voos dentro do Chile, exceto da Ilha de Páscoa, e voos partindo ou chegando de outras partes da América do Sul entre 10 e 16 de abril.

"Durante a mediação mandatória, alguns acordos secundários foram alcançados, no entanto, não houve propostas que pudessem ser aprovadas nas duas áreas mais relevantes", disse o sindicato.

A organização acrescentou que são dois os pontos de discórdia: a escala de trabalho e os salários de novos funcionários. A Latam disse que ofereceu ao funcionários sete dias de trabalho e quatro dias de descanso, melhor do que a lei chilena, que determina quatro dias de trabalho por cada 10 dias de trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos