ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Exportações da Alemanha têm queda inesperada em fevereiro conforme euro se fortalece

09/04/2018 09h40

Por Michael Nienaber e Rene Wagner

BERLIM (Reuters) - As exportações da Alemanha despencaram inesperadamente em fevereiro, registrando a maior queda mensal em mais de dois anos e reduzindo o superávit comercial do país, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, outro sinal de que o crescimento da maior economia da Europa pode ter atingido o pico.

Comentaristas culparam o recente fortalecimento do euro, que torna os produtos alemães mais caros fora da zona do euro. Uma disputa comercial entre a China e os Estados Unidos também está deixando as perspectivas nebulosas para os exportadores.

As exportações ajustadas sazonalmente caíram 3,2 por cento no mês, a maior queda desde agosto de 2015, segundo dados da Agência Federal de Estatísticas da Alemanha. As importações caíram 1,3 por cento.

Uma pesquisa da Reuters projetava que as exportações subiriam 0,2 por cento no mês e que as importações avançariam 0,3 por cento.

"Parece que superamos o pico da recuperação econômica", disse o analista do HSBC Trinkhaus, Lothar Hessler, acrescentando que o euro mais forte provavelmente causou o declínio.

Essa análise foi sustentada por um detalhamento geográfico que mostrou que as exportações para países de fora do bloco de moeda única foram particularmente fracas.

"A economia alemã continuará crescendo, mas com menos impulso", disse Hessler.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 2,2 por cento no ano passado, a taxa mais forte em seis anos. Os economistas esperavam que o crescimento acelerasse nos primeiros três meses de 2018, após atingir um crescimento trimestral de 0,6 por cento no final de 2017.

(Por Michael Nienaber e Rene Wagner)

Mais Economia