ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Sanções contra a Rússia prejudicam recuperação do mercado acionário europeu

Julien Ponthus e Helen Reid

09/04/2018 14h10

LONDRES (Reuters) - Novas sanções norte-americanas contra a Rússia afetaram os mercados acionários europeus nesta segunda-feira, prejudicando a recuperação no momento em que os investidores mostravam maior expectativa de que a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China possa ser evitada.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,17 por cento, a 1.472 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,13 por cento, a 375 pontos, uma vez que as sanções que incluem a gigante de alumínio Rusal pressionaram as ações de mineração.

A resiliência entre os papéis do setor financeiro foi o que evitou o mercado de terminar em território negativo.

As ações de recursos básicos caíram 1,7 por cento, com o setor que já registrou quedas acentuadas como resultado das tensões comerciais chegando ao menor nível em quatro meses.

"Tudo é vendido nesse ambiente", disse John Meyer, analista de mineração da SP Angel. "A lista dos EUA pode não ser final e parece que haverá mais sanções, então os investidores não sabem quais ações manter."

As ações ligadas aos aliados do presidente russo, Vladimir Putin, sofreram as maiores perdas.

O En+ Group, listado em Londres, que administra os ativos do magnata russo Oleg Deripaska, despencou 42 por cento depois que a lista de sanções dos EUA afetou a empresa e as perspectivas.

Empresas com operações significativas na Rússia também caíram. A mineradora de metais preciosos Polymental registrou o pior desempenho do STOXX, caindo 18 por cento, enquanto o Riffeisen Bank perdeu 12 por cento.

As ações do setor financeiro deram sustentação, com o Deutsche Bank ganhando 1,2 por cento após ter nomeado um novo presidente-executivo, que disse que decisões difíceis teriam que ser tomadas e a estrutura de seu banco de investimento revisada.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,15 por cento, a 7.194 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,17 por cento, a 12.261 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,10 por cento, a 5.263 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,54 por cento, a 23.053 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,62 por cento, a 9.742 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,59 por cento, a 5.448 pontos.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia