ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Presidente chinês acalma preocupações comerciais e Wall Street sobe

10/04/2018 18h04

Por April Joyner

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos subiram nesta terça-feira conforme preocupações de investidores sobre as crescentes tensões comerciais entre os EUA e a China se apaziguavam depois que o presidente chinês Xi Jinping prometeu cortar tarifas de importação.

O setor de tecnologia, que estaria particularmente exposto a um impacto negativo das relações de comércio tensas com a China, forneceu o maior impulso para o S&P 500.

Xi disse que a China ampliará o acesso ao mercado para investidores estrangeiros, um ponto de divergência para o governo do presidente dos EUA, Donald Trump.

Seus comentários impulsionaram os mercados globais, que estão sob pressão enquanto a China e os Estados Unidos ameaçam uns aos outros com bilhões de dólares em tarifas.

"Com (os comentários de Xi), recebemos o sinal de 'busca por risco' na sessão de hoje", disse Mariann Montagne, gerente de portfólio da Gradient Investments. "É por isso que vimos tecnologia e biotecnologia com um desempenho muito forte hoje."

As ações do Facebook adicionaram mais ganhos ao S&P 500, subindo 4,5 por cento depois que seu presidente-executivo, Mark Zuckerberg, começou depoimento perante o Congresso e respondeu a perguntas de legisladores. Foi o maior ganho percentual de um dia para as ações em quase dois anos.

O testemunho de Zuckerberg teve como objetivo dar um tom conciliatório em uma tentativa de diminuir as possíveis consequências regulatórias do escândalo da privacidade que envolve sua rede social.

(Reportagem adicional por Sweta Singh e Diptendu Lahiri)

Mais Economia