ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Apple Music atinge 48 milhões de assinantes e nomeia novo diretor

11/04/2018 16h55

Por Stephen Nellis

(Reuters) - A Apple anunciou nesta quarta-feira que atingiu 48 milhões de assinantes do serviço Apple Music e que escolheu um novo executivo para supervisionar essa operação.

A empresa disse que nomeou Oliver Schusser como vice-presidente da Apple Music e conteúdo internacional. Schusser, que entrou na Apple há 14 anos, reportará diretamente ao vice-presidente sênior da Apple, Eddy Cue, e também supervisionará os serviços da Apple fora dos Estados Unidos, incluindo a App Store e o iTunes.

O maior rival de streaming de música da Apple, o Spotify, tem 71 milhões de assinantes premium, ou seja, usuários que informaram o número de cartão de crédito para a empresa para um teste gratuito. O Spotify se tornou uma empresa pública no início do mês, depois de realizar uma listagem direta de ações na bolsa de valores de Nova York.

Em uma base comparável, o serviço Apple Music tem 48 milhões de assinantes, 40 milhões dos quais são pagantes e 8 milhões em um teste gratuito, disse a Apple. Ambas as empresas cobram 9,99 dólares por planos individuais por mês, mas oferecem descontos para planos de estudantes e familiares.

A revista Variety divulgou mais cedo os novos números de assinantes e a promoção de Schusser. Anteriormente, ele desenvolveu negócios de serviços da Apple fora dos EUA em 155 mercados, incluindo China, Japão e América Latina.

A área de serviços da Apple, que inclui Apple Music, App Store e iCloud, está se tornando cada vez mais importante para as perspectivas financeiras da companhia, porque o mercado de celulares inteligentes amadureceu e o crescimento das vendas do iPhone desacelerou. No trimestre mais recente, a área de serviços da Apple cresceu 18 por cento, para 8,4 bilhões de dólares, ante expectativas de 8,6 bilhões de dólares de analistas.

(Por Stephen Nellis)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia