Bolsas

Câmbio

Demanda por voos domésticos no Brasil sobe 1,91% em março, diz Anac

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda por voos domésticos no Brasil subiu 1,91 por cento em março ante mesmo mês de 2017 e fechou o primeiro trimestre com alta acumulada de 3,4 por cento na comparação anual, afirmou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta quinta-feira.

A oferta de assentos pelas companhias aéreas subiu 0,5 por cento em março e 2,2 por cento no trimestre.

A taxa de ocupação nos voos domésticos foi de 80,1 por cento em março, melhor resultado para o mês da série histórica, que começou em 2000. No trimestre, a taxa de aproveitamento foi de 81,9 por cento.

De janeiro a março, foram transportados 23 milhões de passageiros pagos em voos domésticos, alta de 2,2 por cento contra um ano antes. Em março as companhias transportaram 7,5 milhões de passageiros pagos, 0,5 por cento maior do que no mesmo mês de 2017.

A Gol liderou a participação de mercado no trimestre, com 36,2 por cento da demanda por voos domésticos. Na sequência vieram Latam (31,7 por cento), Azul (18,1 por cento) e Avianca Brasil (13,6 por cento).

MERCADO INTERNACIONAL

A demanda internacional das empresas brasileiras em março subiu 15,6 por cento na comparação anual, enquanto a oferta avançou 18,3 por cento na mesma base de comparação.

De janeiro a março, a demanda cresceu 16,2 por cento, enquanto a oferta aumentou 18,8 por cento na comparação anual.

Foram transportados 2,5 milhões de passageiros pagos em voos internacionais no primeiro trimestre. Em março foram 779 mil passageiros transportados, alta de 16,3 por cento ano a ano.

A taxa de aproveitamento de assentos nos voos internacionais em março foi de 82,1 por cento, queda de 2,3 pontos percentuais ante igual mês de 2017. No trimestre, a taxa de ocupação foi de 83,6 por cento, abaixo dos 85,5 por cento um ano antes.

A participação de mercado na demanda por voos internacionais no acumulado de janeiro a março teve Latam na liderança, com 67,6 por cento, seguida por Azul (14,4 por cento), Gol (12,2 por cento) e Avianca (5,8 por cento).

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos