Bolsas

Câmbio

Barroso prorroga inquérito contra Temer por mais 60 dias

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou nesta segunda-feira pedido feito pela Polícia Federal para prorrogação por 60 dias do inquérito dos portos, que investiga se o presidente Michel Temer cometeu crimes na edição de um decreto ano passado que mudou regras portuárias.

Em despacho, Barroso apoiou o novo prazo para a "ultimação das diligências" a serem realizadas no caso, na linha de parecer apresentado na sexta-feira pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Há, por exemplo, depoimentos a serem colhidos e a análise de dados de quebras de sigilo bancário e fiscal de Temer e outros investigados no inquérito.

Barroso também concordou com a manifestação de Dodge e foi contra os pedidos da defesa do presidente, de arquivar o inquérito, e do advogado José Yunes, amigo de Temer e que pretendia ter acesso irrestrito aos documentos e anexos da apuração.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos