Bolsas

Câmbio

Pedidos à indústria alemã caem inesperadamente pelo terceiro mês consecutivo

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - Os pedidos a indústrias alemãs caíram inesperadamente pelo terceiro mês consecutivo em março devido à fraca demanda externa, mostraram dados divulgados nesta segunda-feira, sugerindo que as fábricas da maior economia da Europa estão enfrentando ventos contrários do crescente protecionismo.

Os contratos para bens alemães caíram 0,9 por cento após uma queda revisada para baixo de 0,2 por cento no mês anterior, mostraram dados do Departamento Federal de Estatísticas da Almanha. Analistas consultados pela Reuters previam, em média, um aumento de 0,5 por cento nos pedidos.

"A economia está desacelerando, o que é certo para os dados de pedidos industriais de hoje", Thomas Gitzel, analista do VP Bank Group, acrescentando que algumas previsões de crescimento devem ser revistas para baixo em breve.

O governo cortou no mês passado sua previsão de crescimento para 2018 para 2,3 por cento, de 2,4 por cento, e expressou preocupação com as tensões comerciais internacionais.

"O debate sobre tarifas provavelmente criou grande incerteza na indústria de exportação da Europa", acrescentou Gitzel.

Como a maior exportadora da Europa para os Estados Unidos, a Alemanha está desesperada para evitar uma guerra comercial entre a União Europeia e os Estados Unidos.

No período que antecede 1º de junho, quando o presidente norte-americano, Donald Trump, deve decidir sobre a imposição de tarifas de aço e alumínio à UE, a Alemanha pede que seus parceiros europeus sejam flexíveis e busquem um acordo amplo que beneficie ambos os lados.

Em um sinal adicional de que as tarifas iminentes são uma preocupação, o moral dos investidores na zona do euro se deteriorou pelo quarto mês consecutivo em maio, atingindo seu nível mais baixo desde fevereiro de 2017 sob o medo de uma espiral protecionista, mostrou uma pesquisa.

(Por Michael Nienaber)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos