Bolsas

Câmbio

Petrobras elevará botijão de gás para indústria e comércio em 7,1%

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras elevará em 7,1 por cento o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) em embalagens acima de 13 kg, para uso industrial e comercial, a partir de terça-feira, informou em a petroleira estatal em seu site.

Segundo a empresa, a política de preços para o GLP de uso industrial e comercial vendido nas refinarias às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas, por exemplo.

Em geral, os reajustes de GLP industrial e comercial da Petrobras vem sendo realizados mensalmente. Mas a última vez que a estatal havia alterado o preço do insumo foi em 27 de março, quando subiu o valor nas refinarias em 4,7 por cento.

A paridade de importação, de acordo com a Petrobras, "é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos".

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) afirmou em nota nesta segunda-feira que, com o aumento, o ágio praticado pela Petrobras está em 31 por cento em relação ao preço praticado no mercado internacional.

"Na avaliação do Sindigás, esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial empresas que operam com uso intensivo de GLP", disse o sindicato em nota.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos