Bolsas

Câmbio

"Quem sabe" Brasil não precise mais do Bolsa Família daqui a 20 anos, diz Temer

SÃO PAULO (Reuters) - Muitas vezes criticado pela oposição por aquilo que seria um pouco caso com programas sociais, o presidente Michel Temer previu nesta segunda-feira uma longa vida para uma das principais marcas dos governos petistas, o Bolsa Família, mas o comentário pode ser visto como uma visão pessimista das dificuldades do país para eliminar a pobreza.

Em evento do setor de supermercados, o presidente fez um apelo para que os empresários contratem filhos das famílias inscritas no Bolsa Família e defendeu o programa Progredir, que visa promover a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família.

"Vou pedir para que contratem os filhos das famílias do Bolsa Família porque eles começam a trabalhar, e aqui eu estou dando uma coisa digamos de natureza social para os supermercados, os senhores vão colaborar para a redenção daqueles que têm mais dificuldades econômicas no nosso país", disse Temer, em evento na abertura do Apas Show, em São Paulo.

"Esse Progredir tem por base a seguinte ideia: Bolsa Família é útil nesse momento, mas evidentemente que não há de ser eterno. Quem sabe o Brasil prospere de uma tal maneira que daqui a 20 anos você não precise mais do Bolsa Família", disse o presidente.

(Reportagem de Laís Martins)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos