ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Relatório sobre Eletrobras será entregue na 4ª; debates durarão duas semanas, diz presidente de comissão

08/05/2018 16h21

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da comissão especial sobre a privatização da Eletrobras, deputado Hugo Motta (PRB-PB), afirmou que o relatório da proposta será apresentado nesta quarta-feira pelo deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) e que haverá, em seguida, duas semanas de debates e audiências públicas antes da votação da matéria no colegiado.

Os prazos foram dados em audiência pública nesta terça-feira com a participação do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia.

Motta reconheceu que a realização da Copa do Mundo a partir da segunda quinzena de junho afetará o andamento dos trabalhos no Congresso Nacional, num momento em que os parlamentares também têm sua atenção cada vez mais voltada para as eleições.

Guardia defendeu a importância da operação, ressaltando que ela é imprescindível para a recuperação da capacidade de investimentos pela empresa num momento em que o governo enfrenta graves problemas de caixa.

"Se não tivermos investimento em energia, isso traz gargalo para o crescimento econômico", disse.

Guardia apontou que o fato de o valor de mercado da Eletrobras, de cerca de 27 bilhões de reais, estar bem abaixo de seu valor patrimonial, de 46 bilhões de reais, "dá a dimensão do problema enfrentado".

Segundo o ministro, a ideia é que a Eletrobras seja transformada numa corporação, nos moldes da B3, Embraer e Vale.

Também ressaltou que a descotização prevista na operação permitirá que o risco hidrológico que hoje fica na conta do consumidor passe para o gerador.

Pela descotização, a Eletrobras pagará à União um bônus em troca de mudanças nos contratos de suas hidrelétricas mais antigas. O governo estimou receber 12 bilhões de reais este ano por essa via, mas já colocou a previsão de recursos numa reserva de contingência pelo risco de a operação não se concretizar.

(Por Marcela Ayres; Edição de Patrícia Duarte)

Mais Economia