Bolsas

Câmbio

Salto na produção industrial da Alemanha alivia preocupações de desaceleração

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - Uma recuperação mais forte do que o esperado da produção industrial alemã em março e um salto nas exportações no mesmo mês ajudaram a aliviar as preocupações nesta terça-feira de que o crescimento da maior economia da Europa poderia ter ficado estagnado no começo do ano.

A Agência Federal de Estatísticas da Alemanha informou que a produção industrial subiu 1 por cento no mês, o maior aumento desde novembro e acima das expectativas de 0,8 por cento de crescimento.

As exportações sazonalmente ajustadas aumentaram 1,7 por cento enquanto as importações caíram 0,9 por cento, ampliando o superávit comercial da Alemanha para 22 bilhões de euros em março.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou repetidamente a força das exportações alemãs, argumentando que as tarifas de importação dos EUA protegeriam os empregos na indústria norte-americana e reduziriam o déficit comercial dos EUA com a Alemanha e outros países da União Europeia.

Os números favoráveis de produção e exportações trouxeram algum alívio depois que dados fracos de janeiro e fevereiro apontaram para uma desaceleração maciça no primeiro trimestre.

"A recuperação das exportações e da produção industrial mostram que falar de uma desaceleração foi prematuro", disse o economista do ING Bank Carsten Brzeski.

Mas, dados os dois primeiros meses decepcionantes, o crescimento geral do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, previsto para a próxima semana, deve ficar abaixo dos 0,6 por cento registrados nos três meses finais de 2017.

O economista do Unicredit Andreas Rees disse que os dados apontam para uma taxa de crescimento trimestral de até 0,4 por cento. "Talvez isso seja apenas um revés no primeiro trimestre, mas esse desempenho mais fraco também pode continuar no segundo trimestre", acrescentou Rees.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos