ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

De olho na privatização, Eletrobras ganha nota máxima em índice de governança do governo

11/05/2018 12h01

BRASÍLIA (Reuters) - A Eletrobras entrou no grupo das estatais com nota 10 no índice de governança criado pelo governo federal, o IG-Sest, ante nota 8 no último levantamento divulgado em novembro do ano passado, mostrou o Ministério do Planejamento nesta sexta-feira.

Junto com a elétrica que o governo busca privatizar, permanecem com nota 10 a Petrobras e o Banco do Brasil. A Caixa Econômica Federal melhorou sua nota a 9,7, sobre cerca de 7,5 antes, enquanto que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) passou a 9,5, sobre 8.

De modo geral, a média das notas das 47 companhias passou a 6,93 neste segundo ciclo de avaliação, contra 4,08 no primeiro ciclo, que analisou 48 companhias.

Segundo o ministério, a melhoria foi puxada principalmente pelo resultado das empresas que elevaram suas notas em mais de 4 pontos, como por exemplo a Infraero, com 9,3; os Correios, com 7,4; a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), com 7,7; e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com 7,9.

Em novembro, Infraero, Correios e Conab estavam no nível 3, grupo com notas de 2,6 a 5,09. Já EPE estava no nível 4, em que a faixa era de 0 a 2,59.

A pior nota desta vez ficou com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), com 2,1, seguida por Hemobrás (3,8) e Ceasaminas (4,8).

Para o indicador, foram levados em consideração dados coletados em três dimensões: gestão, controle e auditoria; transparência das informações e conselhos, comitês e diretoria.

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, pontuou que a avaliação deverá ser semestral e que, para a próxima edição, o governo considerará a efetividade das medidas implementadas, indo além, por exemplo, da simples verificação da instalação de comitês. Dentro desse quadro, as notas do próximo ciclo "talvez piorem", acrescentou ele.

(Por Marcela Ayres)

Mais Economia