Bolsas

Câmbio

ANP revoga medidas tomadas durante protestos; vê abastecimento em normalização

SÃO PAULO (Reuters) - A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) revogou as medidas excepcionais tomadas durante os protestos dos caminhoneiros para garantir o abastecimento de combustíveis no país, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (5), à medida que avalia que o fornecimento está se normalizando.

Com isso, voltam a vigorar as misturas obrigatórias de biodiesel no diesel e de etanol anidro na gasolina, além da vinculação de marca para vendas de distribuidoras de combustíveis líquidos, de aviação e GLP (gás de botijão).

Leia também:

As medidas haviam sido anunciadas pela ANP nos dias 24 e 30 de maio.

Em meio às manifestações, que afetaram diversos setores da economia nacional, a ANP flexibilizou as misturas de biocombustíveis e liberou distribuidores de uma marca para comercializarem seus produtos com postos de outras. Todas as medidas visavam garantir a "continuidade do abastecimento de combustíveis e inibir preços abusivos".

Na véspera, contudo, o governo considerou encerrada a crise dos caminhoneiros e disse que o foco agora é fiscalizar a redução nos preços do diesel, cuja alta recente foi o estopim para os bloqueios em estradas e refinarias.

Associações do setor de combustíveis chegaram a encaminhar cartas à ANP pedindo a revogação das medidas.

A Plural, que responde pelas empresas de distribuição, afirmou que a manutenção dessas ações seria prejudicial, pois colocaria "em xeque a estabilidade do setor, incentivando comportamentos oportunistas dos mais variados agentes econômicos".

Já entidades do segmento de biodiesel afirmaram ser "urgente a retomada da mistura obrigatória de biodiesel e as retiradas de produto das usinas para que as cadeias produtivas de proteínas animais não sejam prejudicadas com a falta de farelo de soja".

Em evento sobre a regulamentação do programa de biocombustíveis RenovaBio, nesta terça-feira, o diretor da ANP Aurélio Amaral afirmou que o abastecimento de combustíveis já está se normalizando em todo o país, o que deve acontecer efetivamente até o final da semana.

"Na grande maioria, já há certa normalidade (do abastecimento). Vamos ter dificuldades com GLP em lugares distantes... Mas isso é uma coisa que até o fim dessa semana deve ser normalizada", declarou.

(Por José Roberto Gomes, com reportagem adicional de Marta Nogueira, no Rio de Janeiro)

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos