ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Usina Coruripe conclui captação de R$ 255 mi via CRAs

Por José Roberto Gomes

05/06/2018 13h03

SÃO PAULO (Reuters) - A Usina Coruripe captou 255 milhões de reais em uma nova emissão pública de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs), superando em cerca de 25 por cento o inicialmente esperado, informou nesta terça-feira a empresa, que prevê moagem de cana na atual safra em linha com a do ciclo anterior.

Lançada em 3 de maio e concluída na segunda-feira, a emissão foi a terceira realizada pela companhia em pouco mais de um ano. A captação foi realizada junto a mais de 2 mil investidores pessoas físicas.

"Acredito que o CRA permitirá que aproveitemos ainda mais as oportunidades de carregamento de estoques e ganhos operacionais no curto prazo, ao mesmo tempo em que afasta qualquer risco de liquidez para a safra corrente, em um período de crédito ainda restrito e de custos bancários elevados", disse o presidente da Usina Coruripe, Mario Luiz Lorencatto.

Segundo ele, a empresa continua atenta a esse mercado, mas o foco agora é trabalhar na amortização dessa emissão antes de partir para outra.

Com capacidade instalada para processar 14,4 milhões de toneladas de cana por safra, a Usina Coruripe, controlada pelo grupo Tércio Wanderley, tem quatro unidades em Minas Gerais e uma em Alagoas.

No atual ciclo, iniciado em abril, a previsão é de moagem de 14 milhões de toneladas, estável na comparação anual, mas 5 por cento aquém do esperado em razão do tempo adverso no centro-sul do país.

"Esse volume já está contando uma quebra de 5 por cento no cluster de Minas Gerais por causa da seca... No Nordeste, o clima está favorável, mas em se tratando do Nordeste, precisaremos de mais chuvas para o fim do ano", comentou, lembrando que a região, ao contrário do centro-sul, inicia as atividades a partir de setembro.

Segundo Lorencatto, a expectativa é produzir 500 milhões de litros de etanol e 1 milhão de toneladas de açúcar na temporada vigente.

A Usina Coruripe é a maior empresa do setor sucroenergético no Norte/Nordeste e a nona no Brasil.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia