ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Vendas de supermercados caem em abril, mas ainda têm alta real de 1,75% em 2018, diz Abras

05/06/2018 17h39

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de supermercados do Brasil em abril caíram 5,84 por cento em termos reais ante igual mês de 2017 e 12,6 por cento na comparação com março, afirmou nesta terça-feira a associação que representa o setor, Abras.

O resultado do setor em abril foi afetado pelo efeito calendário, segundo o presidente da Abras, João Sanzovo Neto. "No ano passado, o domingo de Páscoa caiu na segunda semana do mês (abril). Neste ano, as vendas se concentraram todas em março", explicou Neto em nota.

De janeiro a abril, contudo, as vendas de supermercados do país acumularam alta real de 1,75 por cento em relação ao mesmo período de 2017. Em termos nominais, o aumento foi de 5,08 por cento nos quatro primeiros meses deste ano.

Para 2018, a Abras manteve a projeção de crescimento de 3 por cento nas vendas do setor. "Apesar da alta do dólar e dos últimos números divulgados da estimativa do PIB para 2018 que vem caindo de acordo com o Boletim Focus, continuamos com a mesma perspectiva otimista que iniciamos o ano", disse Sanzovo.

Regionalmente, apenas Sudeste e Nordeste registraram queda nos preços em abril, de 0,66 e 1,54 por cento, respectivamente. Enquanto isso, o Norte foi a que apresentou a maior elevação de preço (+1,87 por cento), seguida por Centro-Oeste (+1,45 por cento) e Sul (+0,52 por cento).

A pesquisa da Abras ainda apontou que arroz, feijão, frango congelado e batata foram os produtos da cesta de compras dos consumidores com maior queda de preço em abril. Na outra ponta, cebola, massa sêmola espaguete, leite longa vida e carne dianteiro tiveram as maiores altas.

(Por Gabriela Mello)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia