Bolsas

Câmbio

BC da Índia eleva taxa de juros e mantém viés "neutro"

Por Suvashree Choudhury e Swati Bhat

MUMBAI (Reuters) - O banco central da Índia elevou nesta quarta-feira sua taxa de juros pela primeira vez em mais de quatro anos devido a preocupações com a inflação, e surpreendeu alguns analistas ao manter o viés "neutro".

O comitê de política monetária do banco central elevou a taxa de recompra em 0,25 ponto percentual, a 6,25 por cento. Essa é a primeira mudança desde o corte de 0,25 ponto em agosto de 2017.

A alta, a primeira desde janeiro de 2014, era esperada por 46 por cento dos entrevistados em pesquisa da Reuters nesta semana.

A taxa de recompra reversa foi elevada em 0,25 ponto percentual, para 6 por cento.

Todos os seis membros do comitê votaram pela elevação dos juros.

Em comunicado, o banco central afirmou que "reitera seu compromisso em alcançar a meta de médio prazo para a inflação de 4 por cento em uma base sustentável".

Devido às preocupações com a inflação, alguns analistas esperavam que o banco central mudaria seu viés para de "alta" nesta quarta-feira.

Os temores relacionados à inflação aumentaram após a forte alta nos preços globais do petróleo e o enfraquecimento da rúpia, além do potencial aumento nos gastos do consumidor uma vez que a economia da Índia registrou um forte ritmo anual de crescimento de 7,7 por cento no primeiro trimestre.

O banco central indiano também elevou nesta quarta-feira sua projeção para a inflação no segundo semestre do ano fiscal 2018/19 para 4,7 por cento, de 4,4 por cento anteriormente.

A inflação anual ao consumidor ficou em 4,58 por cento em abril, sexto mês seguido acima da meta de médio prazo de 4 por cento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos