PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

CORREÇÃO-Via Varejo vai entrar no Novo Mercado da B3

23/07/2018 19h26

(Corrige no quarto parágrafo para co-vice-presidente do conselho, não presidente)

SÃO PAULO (Reuters) - A Via Varejo , braço de comércio de móveis e eletrodomésticos do GPA , informou nesta segunda-feira que seu conselho de administração aprovou proposta de listar as ações da empresa no Novo Mercado, segmento da B3 com as regras mais rigorosas de governança corporativa.

Em comunicado, a Via Varejo afirmou que a proposta visa a elevar seus níveis de governança e de transparência, além de aumentar liquidez das ações no mercado.

A proposta implica unificar as ações da empresa numa única classe de papéis, todos ordinários, com direito a voto. Atualmente, a empresa é negociada no mercado por meio de units, recibos que representam uma combinação de uma ação ordinária e duas preferenciais.

O co-vice-presidente do conselho de administração do GPA, Ronaldo Iabrudi, disse que a empresa manterá 43,3 por cento das ações da Via Varejo, após esta ter anunciado a conversão das ações. Atualmente, o GPA possui 51 por cento do capital votante da subsidiária Via Varejo, cuja reestruturação a prepara para entrar no Novo Mercado da B3.

O anúncio acontece cerca de um ano e meio depois que o GPA anunciou intenção de se desfazer da Via Varejo, para focar em varejo alimentar. A Via Varejo detém as bandeiras Pontofrio e Casas Bahia. [nL2N1L31AO]

O grupo passou em fevereiro por um troca de comando, com Flávio Dias assumindo como presidente da Via Varejo no lugar de Peter Estermann, que assumiu a presidência do GPA. [nL2N1QA0UG]

Nos últimos anos, uma série de grandes empresas listadas no segmento tradicional ou no Nível 1 da B3, segmento com regras mais brandas de governança, migrou para o Novo Mercado, incluindo a Vale , a Suzano e a Eletropaulo .

Em 2018, as units da Via Varejo acumulam baixa de mais de 20 por cento, na contramão de rivais como B2W e Magazine Luiza , que já subiram cerca de 45 e 62 por cento, respectivamente, desde o começo do ano.

(Por Aluísio Alves)