PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Venezuela vai remover cinco zeros de enfraquecida moeda

Brian Ellsworth

26/07/2018 07h57

CARACAS, 26 Jul (Reuters) - A Venezuela vai remover cinco zeros de sua moeda, o bolívar, em vez dos três zeros planejados inicialmente, disse o presidente Nicolás Maduro na quarta-feira (25), em um esforço para acompanhar a inflação prevista para alcançar 1 milhão por cento neste ano.

O país-membro da Opep têm estado em crise desde que o colapso dos preços do petróleo em 2014 o tornou incapaz de manter seu sistema econômico socialista que por anos forneceu generosos subsídios enquanto impunha rígidos controles sobre os preços.

A inflação anual em junho chegou a 46 mil por cento, de acordo com o Congresso controlado pela oposição. O FMI disse nesta semana que a inflação pode alcançar 7 dígitos ainda este ano, a colocando no mesmo nível das crises do Zimbábue nos anos 2000 e da Alemanha na década de 1920.

Leia também:

"A reconversão monetária começará no dia 20 de agosto", disse Maduro em declaração transmitida pela televisão, mostrando novas notas que devem ser lançadas no próximo mês.

O presidente disse que a reforma irá vincular o bolívar à criptomoeda petro, recém-lançada pelo Estado, sem fornecer detalhes.

Especialistas em criptomoedas dizem que o petro sofre de falta de credibilidade devido à falta de confiança no governo Maduro e à má gestão da atual moeda nacional do país.

A Venezuela tem dito que é vítima de uma "guerra econômica" comandada por líderes de oposição com a ajuda dos Estados Unidos, que, no ano passado, impuseram diversas rodadas de sanções contra o governo Maduro e importantes autoridades do país.

'Trabalhávamos até o corpo aguentar', conta venezuelano resgatado no Brasil

UOL Notícias