ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Brasil deve receber mais de R$ 1 tri em investimentos até 2021, diz BNDES

06/09/2018 19h47

Os segmentos de indústria e da infraestrurura liderarão os investimentos no quadriênio 2018-2021, que devem superar R$ 1 trilhãos, segundo um estudo divulgado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nesta quinta-feira.

A projeção é a mais otimista desde o levantamento feito pelo banco em meados de 2015, quando as estimativas também superaram a casa de R$ 1 trilhão entre 2015 e 2018. A versão mais recente do estudo apontava para investimentos de R$ 991 bilhões no quadriênio 2017-2020.

Segundo o estudo, os investimentos devem ser puxados pela indústria, em especial o setor de petróleo e gás. A estimativa do banco aponta que os investimentos na indústria devem somar cerca de R$ 540 bilhões, ao passo que a infraestrutura deve totalizar R$ 490 bilhões.

"Dentre os fatores determinantes da melhora no cenário, destacam-se o aumento dos preços internacionais de commodities, a recuperação da demanda interna e políticas públicas e programas de concessão de serviços públicos", diz o documento.

O setor de óleo e gás deve alcançar, após os leilões realizados nos últimos dois anos nos modelos de concessão e partilha, deve receber R$ 291,4 bilhões de 2018 a 2021.

"Como os projetos de exploração e produção de petróleo são de longa maturação, a maior parte dos investimentos decorrentes desses leilões só deve ocorrer após 2021. Para tanto, o preço de petróleo precisa seguir atrativo", diz o documento.

Na infraestrutura, o banco projeta investimentos de R$ 160 bilhões em energia elétrica, R$ 121 bilhões em telecomunicações e R$ 156,3 bilhões em logística, com destaque para as área de rodovias (R$ 80,7 bilhões) e ferrovias (R$ 39,3 bilhões)

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Mais Economia