ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Presidentes de tribunais superiores repudiam ataque a Bolsonaro e defendem democracia

06/09/2018 19h35

BRASÍLIA (Reuters) - As presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e do Tribunal Superior Eleitoral TSE), Rosa Weber, manifestaram preocupação e repúdio ao ataque com uma faca contra o candidato do PSL à Presidência Jair Bolsonaro.

"O Tribunal Superior Eleitoral repudia toda e qualquer manifestação de violência, seja contra eleitores, seja contra candidatos ou em virtude do pleito", disse a ministra Rosa Weber.

"As eleições são uma manifestação de cidadania por meio da qual o povo expressa sua vontade. Inaceitável que atitudes extremadas maculem conquista tão importante quanto é a democracia," afirmou a presidente do TSE.

Segundo o TSE, o Ministério Público Eleitoral (MPE) acompanha in loco a apuração do incidente.

Na mesma linha, Cármen Lúcia disse nutrir preocupação "com a garantia das liberdades dos candidatos e dos eleitores".

Ela também defendeu que se apure com "celeridade, segurança e com apresentação de resultados o que efetivamente se passou, o responsável e qual a medida jurídica a ser imediatamente adotada".

Bolsonaro foi esfaqueado enquanto cumpria uma agenda de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. Ele foi submetido a uma cirurgia na Santa Casa de Misericórdia da cidade e seu candidato a vice, o general da reserva Hamilton Mourão, disse à Reuters que a operação foi bem-sucedida.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Mais Economia