ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Cotações

Wall Street recua com preocupação com tarifas comerciais; Apple na mira

April Joyner

Nova York

07/09/2018 18h22

Os principais índices de Wall Street recuaram nesta sexta-feira, com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elevando a possibilidade tarifas adicionais sobre importações chinesas e a Apple tendo indicado que alguns de seus produtos poderiam estar sujeitos a tais impostos.

O índice Dow Jones caiu 0,31%, a 25.917 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,22%, a 2.872 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,25%, a 7.903 pontos.

Na semana, o Dow Jones perdeu 0,19%, o S&P recuou 1,03% e o Nasdaq teve baixa de 2,55%. O Nasdaq registrou seu maior recuo semanal desde o final de março, enquanto o recuo do S&P na semana foi o maior desde o final de junho.

Tarifas podem afetar Apple

As ações norte-americanas recuaram a maior parte da sessão desta sexta-feira, mas a queda se aprofundou na última meia hora de negociação com reportagem de que os produtos da Apple, incluindo o Apple Watch e AirPods, poderiam ser afetados pelas tarifas. As ações da Apple, que estiveram no território positivo a maior parte do pregão, terminaram em baixa de 0,8%.

A companhia deu detalhes em resposta às tarifas propostas pela Casa Branca sobre o valor de US$ 200 bilhões em importações chinesas. Um período de consultas públicas sobre essas tarifas terminou na noite de quinta-feira.

Mais cedo nesta sexta-feira, o conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que Trump não tomaria nenhuma decisão sobre essas tarifas até que as autoridades avaliassem os comentários do público.

"A Apple é um nome de referência", disse Quincy Krosby, estrategista-chefe de mercado da Prudential Financial, em Newark, Nova Jersey. "(É por isso) que podemos estar vendo uma realização de lucros antes do final de semana".

As ações norte-americanas já haviam sido pressionadas após Trump dizer que tinha tarifas prontas para impor sobre mais US$ 267 bilhões em importações chinesas, além dos US$ 200 bilhões propostos.

A escalada da retórica comercial contribuiu para a ansiedade se espalhar pelos investidores, apesar das perspectivas do mercado.

Dez dos 11 principais setores do S&P terminaram em baixa. Apenas o segmento de cuidados pessoais terminou com valorização.

Tesla caiu 6,3%

As ações da Tesla perderam 6,3% de seu valor depois de reportagem informar que dois executivos estavam deixando a companhia e com as preocupações com o comportamento do executivo-chefe, Elon Musk, após ele fumar maconha em uma transmissão pela internet.

Mais Cotações