Topo

Haddad diz que há antipetismo, mas parte da população repudia ditadura e desrespeito a mulheres e minorias

2018-10-08T20:36:56

08/10/2018 20h36

(Reuters) - O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira que se é fato que existe um sentimento de antipetismo no país, uma parte da população também repudia a ditadura e o desrespeito a minorias, numa alusão ao seu adversário no segundo turno da eleição presidencial, Jair Bolsonaro (PSL).

"Existe uma parcela da população (antipetista), mas também existe uma parcela da população que repudia o que representa a ditadura, o desrespeito ao nordestino, às mulheres, aos direitos sociais, que são tão importantes para nós", disse Haddad em rápida entrevista ao Jornal do SBT.

(Por Alexandre Caverni, em São Paulo)

Mais Economia