ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Presidente do PSL diz que Guedes pode conversar com governo Temer sobre reforma da Previdência

10/10/2018 16h51

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O coordenador econômico do programa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, pode conversar com o governo do presidente Michel Temer este ano sobre reforma da Previdência, disse nesta quarta-feira (10) o presidente do PSL, Gustavo Bebianno.

"Uma conversa com o governo Temer ainda esse ano para um encaminhamento acredito que possa haver sim", disse Bebianno a jornalistas, no Rio de Janeiro, após deixar o condomínio onde mora Bolsonaro.

Na véspera, o próprio presidenciável disse que a proposta de reforma da Previdência de Temer como está "dificilmente" será aprovada. E o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), possível ministro da Casa Civil num eventual governo Bolsonaro, disse que a reforma apresentada pelo atual presidente é "uma porcaria e não resolve nada".

Bebianno disse também que Bolsonaro quer pagar um 13° para o Bolsa Família. Segundo o presidente do PSL, a proposta já estava nos planos do partido e foi incorporada ao programa de governo com aval do candidato.

"Foi algo inclusive costurado e desenhado pelo general Mourão", afirmou ele, referindo-se ao candidato a vice-presidente, que durante a campanha criticou o 13° salário como "jabuticaba brasileira" e defendeu a realização de uma reforma trabalhista "séria".

A ideia é que o pagamento aos beneficiários do Bolsa Família seja feito em duas vezes, assim como é feito o pagamento do 13° salário tradicional. "Mas isso vai ser conduzido pelo Paulo Guedes", acrescentou Bebianno.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia